A Biodiversidade é fundamental para a economia

Ponto de vista

Sigmar Gabriela ministro de Meio Ambiente da Alemanha

A Alemanha colocou a biodiversidade junto com as mudanças climáticas em sua agenda política para o G8. O ministro explica porque não discutir a perda de espécies vai tornar o mundo mais pobre – tanto no sentido econômico quanto da natureza.

Muitos devem pensar porque a biodiversidade deve ser uma pauta na agenda do G8+5.

As nações do G8, junto com cinco das principais economias emergente, China, Índia, África do Sul, Brasil e Mexico, usam quase três quartos da biocapacidade da Terra – a capacidade do ecossistema do Planeta de produzir recursos naturais e reduzir substâncias prejudiciais.

A perda da diversidade biológica do mundo está avançando em um ritmo sem precedentes. Cerca de 150 espécies são extintas por dia.

Além da sua beleza e singularidade, suas funções específicas dentro dos ecossistemas ficam perdidas para sempre. A teia da vida que sustenta a nossa sociedade global está cada vez mais fraca.

É por isso que a Alemanha elegeu tanto biodiversidade como as mudanças climáticas como prioridades para reunião de ministros deste ano ambiente G8 +5.

Declínio dramático

Os países participantes têm capacidade para buscar soluções para estas duas questões fundamentais, que são vitais para um futuro sustentável.

A diversidade biológica é indispensável para as nossas vidas e para o desenvolvimento econômico mundial.

A produção de recursos naturais na agricultura, silvicultura e pesca, ciclos hidrológicos naturais estáveis, solos férteis, um clima equilibrado e vários outros serviços do ecossistema vital só pode ser permanentemente assegurada através da protecção e utilização sustentável da diversidade biológica.

Dois terços dos serviços dos ecossistemas já estão em declínio, alguns apresentam redução dramática.

Estamos gradualmente compreendendo a importância fundamental da diversidade biológica para a economia global.

Por exemplo, o valor anual de comércio de pesca está estimado em US$ 5,9 bilhões (seis vezes mais que os niveis em 1976). No entanto, as quantias pescadas estão em declínio contínuo e quase 75% dos estoques mundiais de peixes já foram pescados para a além de um limite sustentável.

Leia mais:

http://news.bbc.co.uk/2/mobile/science/nature/6432217.stm

Anúncios
Esse post foi publicado em Biodiversidade, Pesca, População. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s